VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 243-250

Aspectos ecológicos da helmintofauna de Brachyplatystoma rousseauxii (Siluriformes: Pimelodidae) da baía do Marajó, estado do Pará, Brasil

Rocha, Carlos Alberto Machado daRocha Junior, Carlos Alberto Machado daSilva, Isadora Helena Freitas daAlcântara, Maiara Estumano deDrago Bisneto, Marcos QuintinoBaker, Pamela Ketrya Barreiros

Entre novembro de 2013 e janeiro de 2014 foram necropsiados 20 espécimes de dourada Brachyplatystoma rousseauxii Castelnau, 1855 (Siluriformes: Pimelodidae) provenientes da Baía do Marajó, Estado do Pará, Brasil, sendo analisados para estudo das suas infracomunidades de helmintos parasitos. Todos os peixes (100%) estavam parasitados por pelo menos uma espécie de verme. Foram coletados 3.474 endohelmintos (96 platelmintos adultos e 3.378 larvas de nematoides), classificados em quatro espécies de parasitos. Anisakidae foi a espécie mais abundante e prevalente, constituindo a maioria dos espécimes coletados. Duas espécies de helmintos parasitos apresentaram correlação entre o comprimento total e a abundância parasitária: a correlação foi negativa para o cestoide Nomimoscolex sp. e positiva para as larvas do nematoide Raphydascaris sp. Por sinal, este é o primeiro relato do gênero Raphydascaris parasitando B. rousseauxii. Foi ainda encontrada uma única larva de nematoide classificada como Cucullanidae. A grande incidência de larvas de nematoides coletadas indica que, embora seja um peixe com preferência carnívora, B. rousseauxii deve também ocupar um nível intermediário na teia trófica estuarina.(AU)

Texto completo