VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 114-122

Avaliação das perdas proteicas no post mortem de frangos de corte por método eletroforético

Beckhauser Moraes, LucianaCorti Lubeck, Juan CarlosRodrigues Ramos, Paulo RobertoOliveira Roça, RobertoTadeu Figueira, Paulo

Na busca por obtenção de proteínas animais para alimentação humana, foi estabelecida umarede de práticas interligadas, que se iniciam no momento da alimentação do animal napropriedade até o momento do consumo humano. Dentro destas práticas, a que se refere aopost mortem do animal e seu acompanhamento pode ser relacionada como essencial paraformação de um produto de qualidade. Para tanto, os aspectos físico-químicos inerentes àmatéria-prima são fundamentais e sua formação está diretamente relacionada com a qualidadeda proteína resultante no processo. Para avaliar as características proteicas de um alimento,uma técnica muito utilizada é a de eletroforese, na qual se podem conferir as propriedadesdestas proteínas e seus perfis, inclusive identificando de qual espécie advém. O presentetrabalho teve como objetivo específico identificar e caracterizar as perdas de frações proteicasque acontecem no post mortem pela avaliação da mobilidade relativa e análise densitométricadas proteínas do Pectoralis major de frangos de corte. Foram utilizadas amostras cárneas dePectoralis major de 5 frangos de corte, abatidos em laboratório, com colheitas realizadas comintervalos de 30 minutos, totalizando 6 colheitas. Após extração proteica das amostras,sucedeu-se a corrida eletroforética em SDS-PAGE 10% e identificação das bandas proteicasfracionadas, realizou-se extração de imagem do gel em fotodocu

Texto completo