VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 117-126

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE CORDEIROS EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO EM PASTAGEM DE AZEVÉM.

Maria Dias Ribeiro, TicianyLúcia Gomes Monteiro, Aldavon Linsingen Piazzetta, HugoCésar de Faccio Carvalho, PauloGabriela Berchiol da Silva, MarinaJosé Araujo da Silva, CláudioSantanna Natel, AndressaFerreira de Souza, DamarisRoberto de Lima Meirelles, Paulo

Este trabalho objetivou avaliar o comportamento ingestivo de cordeiros, terminados em sistemas de produção em pastagem de azevém (Lolium multiflorum) sobressemeado em Tifton 85 (Cynodon sp) nos tratamentos: (1) cordeiros desmamados precocemente, aos 40 dias de idade, e mantidos em pastagem de azevém até o abate; (2) cordeiros sem desmame, na mesma pastagem de azevém até o abate; (3) cordeiros sem desmame suplementados em creep feeding a partir de 40 dias de idade, na pastagem de azevém, até o abate. Foram realizadas avaliações do comportamento ingestivo dos cordeiros, de Agosto a Setembro de 2004, verificando as atividades de pastejo, ruminação, amamentação, acesso a creep feeding e outras atividades. O delineamento experimental foi inteiramente cazualisado com 3 repetições e parcelas subdivididas no tempo, considerando os dias e períodos como subparcelas. Não houve efeito (p>0,05) dos tratamentos sobre o tempo de pastejo e amamentação, entretanto, houve redução no tempo de ruminação (p 0,05), e elevação do tempo em outras atividades (p 0,05) para cordeiros em creep feeding. O tempo de pastejo no período da tarde foi superior (p 0,05) ao da manhã, sendo que as demais atividades foram distribuídas homogeneamente ao longo do dia. O sistema de produção de cordeiros pode alterar os padrões de comportamento alimentar dos cordeiros, sendo que o pastejo é

Texto completo