VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 897-902

Osteopatia hipertrófica associada à doença granulomatosa sistêmica em um equino

Kwirant, Liomara Andressa do AmaralCôrte, Flavio Desessards De LaBrass, Karin EricaBarros, Cláudio Severo LombardoLucena, Ricardo Barbosa deTrost, Maria ElisaEbling, Rafael CostaCocco, Mariana

Um garanhão Crioulo, 4 anos de idade, foi atendido na clínica de equinos do hospital veterinário da Universidade Federal de Santa Maria, RS, com histórico de emagrecimento progressivo há 30 dias, anemia e aumento de volume dos membros torácicos e da face. O exame físico revelou que o aumento de volume era firme e apresentava consistência óssea. Radiografias também mostraram extensa proliferação periosteal nos ossos longos dos membros anteriores, o que sugeriu a osteopatia hipertrófica (doença de Marie). Os exames físicos não identificaram alteração respiratória. No entanto, durante o exame ultrassonográfico, foi identificada doença pulmonar superficial. O animal foi tratado com antibióticos e anti-inflamatórios não esteróides durante 12 dias. Devido a uma completa falta de resposta ao tratamento, o cavalo foi sacrificado. Durante a necropsia, várias lesões granulomatosas foram identificadas no tórax, abdômen e túnicas testiculares. Proliferação óssea era evidente em vários ossos do esqueleto apendicular e da face. Com base nestes resultados o diagnóstico de osteopatia hipertrófica associada à sarcoidose foi estabelecido. É importante realizar um exame clínico completo e incluir a osteopatia hipertrófica no diagnóstico diferencial de enfermidades que vêm acompanhadas de aumento de volume da face e dos membros como edema por diversas causas e osteodistrofia fibrosa, por exemplo.(AU)

Texto completo