VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 2363-2372

Avaliação agronômica de cafeeiros da cultivar Mundo Novo no Estado de Minas Gerais

de Souza Monte Raso, BrunoElias Botelho, CesarCosta de Rezende, JulianaNazareno Guimaraes Mendes, AntonioRodrigues Carvalho, GladystonDominghetti Ferreira, Andre

Com o objetivo de selecionar progênies de cafeeiro arábica adaptadas para regiões produtoras do estado de Minas Gerais, foram conduzidos experimentos nos municípios de Três Pontas, Campos Altos e Capelinha. Foram avaliadas 33 progênies derivadas da cultivar Mundo Novo obtidas pelo programa de melhoramento genético do cafeeiro do Instituto Agronômico de Campinas. Nos experimentos foi utilizado o delineamento em blocos casualizados com quatro repetições e seis plantas por parcela. Foi realizada a análise conjunta dos locais para produtividade de café beneficiado obtida em seis colheitas agrupadas. A adaptabilidade e estabilidade das progênies foi avaliada pela metodologia proposta por Annicchiarico (1992), estimando o índice de confiança (Ii) e definindo-se como ambiente a combinação entre cada biênio e cada local, ou seja, nove ambientes. As avaliações de uniformidade de maturação, percentual de grãos chochos, de peneira média e de moca foram realizadas considerando as médias das duas ultimas colheitas, no município de Três Pontas. As progênies IAC-2931, IAC-379-19, IAC-480, IAC-388-6-16 e IAC 379-19-2 destacaram-se como as mais promissoras porque apresentaram maior estabilidade nos ambientes e ficaram entre as mais produtivas na média dos nove ambientes, obtendo maiores índices de confiança. As progênies IAC 515-8, IAC 501 12, IAC 464 15 apresentaram maiores percentuais de unif

Texto completo