VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 86-93

Consequências da infecção pelo herpesvirus bovino tipo 1 sobre o sistema reprodutivo de bovinos

Alcindo Alfieri, AmauriFernandes Alfieri, AliceCristina Medici, Kerlei

O Herpesvirus bovino tipo 1 (BHV-1) é reconhecidamente um dos principais patógenos de bovinos jovens e adultos. Após a primo infecção, a latência viral induz nos animais o estado de portadores e potenciais transmissores devido aos episódios de reexcreção viral. Esta característica biológica do BHV-1 é responsável pela manutenção e expansão da infecção nos rebanhos. Clinicamente as infecções que compõem o complexo rinotraqueíte infecciosa bovina (IBR) e vulvovaginite pustular infecciosa (IPV) na dependência, entre outros fatores, do subtipo virai podem ocasionar sinais respiratórios, reprodutivos, nervosos e sistêmicos. Mesmo tendo sido identificado no Brasil já na década de 60, apenas recentemente as infecções pelo BHV-1 passaram a ser rotineiramente diagnosticadas através de técnicas sorológicas. Particularmente nos sistemas de criação mais tecnificados, que exigem maiores custos de produção, baixos índices reprodutivos nos rebanhos bovinos podem ser responsáveis pela inviabilidade da exploração. Com isto, infecções que comprometem a esfera reprodutiva assumem grande importância sanitária. Esta revisão tem como objetivo apresentar e comentar alguns tópicos relativos ao agente etiológico, sinais clínicos, diagnóstico, controle e profilaxia das infecções pelo BHV-1 que apresentam como conseqüências, diretas e/ou indiretas, reduções no desempenho reprodutivo dos bovinos.    

Texto completo