VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 658-666

Roof pitch and exposure and different roofing materials in reduced models of animal production facilities in the fall and winter

Melo, Thiago VasconcelosFurlan, Renato LuísMilani, Adhemar PitelliBuzanskas, Marcos EliMoura, Adolpho Marlon Antoniol deMota, Diego Azevedo

Objetivou-se verificar a influencia da inclinação, exposição e tipo de material de cobertura sobre a temperatura interna de modelos reduzidos de instalação zootécnica, em condições ambientais das coordenadas geográficas “21°14´05 de latitude sul e 48°17´09´´ de longitude oeste. Para o desenvolvimento da pesquisa foram utilizados 48 modelos reduzidos nas dimensões de 1,00 x 1,00 x 0,50 metros. A cobertura foi de uma água, dispostos nas exposições Norte-Sul, sendo 24 modelos para cada face de exposição. Foram utilizadas na cobertura, telha de cerâmica, aço galvanizado e fibrocimento. Os níveis de inclinação foram de 20; 30; 40 e 50% para telha de cerâmica e de 10; 30; 40 e 50% para as demais. No interior dos modelos foram realizadas leituras de temperatura, a cada hora durante 12 meses. Os resultados obtidos foram avaliados num modelo linear geral no esquema fatorial aninhado 3 X 4 X 2. As médias obtidas foram comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Com o aumento da inclinação do telhado, a temperatura interna dentro do modelo reduziu, de modo que inclinações mais acentuadas (50%) para coberturas de cerâmica e fibrocimento, com uma maior exposição de cobertura para o sul, pode proporcionar temperaturas mais baixas dentro das instalações zootécnicas. Em regiões onde o frio é mais estressante do que o calor, as instalações com maior exposição de cobertura para o Norte pode minimizar as perdas causadas pelo estresse causado pelo frio.(AU)

Texto completo