VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Resposta superovulatória de caprinos da raça Boer submetidos a produtos com diferentes relações FSH:LH

Chalhoub, MarcosPaula Mota Portela, AnaMoreira de Castro Feitosa, LeandroAdonis Braga Araujo, EndrigoNunes de Oliveira, SidneiSoares Rodrigues, AlexandraVinícius Galvão Loiola, MarcusHenrique de Araújo Andrade, BrunoAssis Ferraz, Priscilade Lisboa Ribeiro Filho, Antonio

Objetivou-se averiguar a eficiência e padrões na resposta superovulatória de caprinos da raça Boer submetidos a produtos com diferentes relações FSH:LH. Foram utilizadas 43 fêmeas caprinas da raça Boer. Em um dia aleatório do ciclo estral, os animais receberam metade de um implante de progesterona (Crestar®). No dia 11, iniciou-se o estímulo à superovulação por meio da utilização do FSH fracionado em seis doses decrescentes administradas a cada 12 horas e os animais foram separados em dois grupos: o grupo I (GI, n=22) recebeu 200mg de FSH (Folltropin®) por via intramuscular (i.m.) nos dias D11 (62,5mg), D12 (35,0mg) e D13 (2,5mg), enquanto o grupo II (GII, n=21) recebeu 300UI de FSH (Pluset®) por via i.m. nos dias D11 (75UI), D12 (50UI) e D13 (25UI). Nas 60 e 72h após o início da superovulação foram retirados os implantes, e aplicaram-se duas doses de 125µg de Cloprostenol (Ciosin®) por via intravulvosubmucosa em todos os animais. Doze, 24 e 36 horas após a remoção dos implantes, as fêmeas foram colocadas com quatro reprodutores para serem cobertas. No D16, os implantes foram reinseridos e, nas 24h antes da coleta dos embriões, retiraram-se os implantes, e administrou-se 125µg de Cloprostenol i.m. a cada animal. Os embriões foram coletados no D21, selecionados e classificados. Os resultados obtidos nesse estudo mostraram que não houve diferença estatística entre os grupos, quan

Texto completo