VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Desenvolvimento de órgãos do trato gastrintestinal e desempenho de frangos de corte arraçoados na fase pré-alojamento

Simões Pereira Agostinho, TarcísioFátima Lima Calixto, LígiaVidal da Costa Gomes, AugustoKimie Togashi, CristinaAugusto Curvello, FernandoFabio de Lima, Marcos

Objetivou-se avaliar o uso de dieta pré-alojamento em pintos, provenientes de matrizes de corte, de diferentes idades. Foram utilizados 840 pintos de corte, machos, com um dia de idade, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x2 (duas idades de matriz X dois regimes alimentares), com sete repetições de 30 aves por unidade experimental. Os tratamentos consistiram em arraçoamento de pintos, oriundos de matrizes de 33 e 68 semanas de idade, com dieta pré-alojamento ou mantidos em jejum até o alojamento. Os parâmetros: consumo de ração, conversão alimentar, peso corporal, ganho de peso diário e índice de eficiência produtiva foram analisados semanalmente até os 42 dias de idade. Aos 1; 2 e 7 dias de idade, duas aves de cada parcela foram sacrificadas para estudo dos pesos dos órgãos gastrointestinais. O fornecimento da dieta pré-alojamento afetou o desempenho e o peso dos órgãos dos frangos aos 2; 7 e 14 dias de idade, porém não afetou o índice de eficiência produtiva em frangos de corte ao final do período experimental. A idade da matriz influenciou o peso dos pintos em todas as idades analisadas. Ao serem considerados os resultados para os parâmetros de desempenho zootécnico obtidos, o fornecimento de dieta pré-alojamento na fase pós-eclosão influenciou positivamente o desenvolvimento dos órgãos do trato gastrintestinal e o desempenho zootéc

Texto completo