VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Efeitos de plasma sanguíneo sobre vilosidades, desenvolvimento bacteriano e desempenho de leitões criados em condições de desafio pós-desmame aos 35 dias

Freitas Barbosa, FellipeCarlos de Oliveira Silva, FranciscoSoares Ferreira, AloízioMaria Ribeiro Pupa, JúlioCésar Brustolini, PauloFurtado Campos, Priscila

Com o objetivo de determinar os efeitos do plasma sanguíneo sobre as vilosidades intestinais e o desenvolvimento bacteriano no intestino delgado, bem como, sobre o desempenho de leitões desmamados aos 35 dias de idade foram distribuídos ao acaso 24 leitões em um experimento com delineamento em blocos, com quatro tratamentos (0,0; 2,5; 5,0 e 7,5% de plasma sanguíneo), seis repetições e um animal por unidade experimental. Foram constatadas diferenças entre tratamentos com relação ao ganho de peso, conversão alimentar, unidades formadoras de colônias de E. coli e altura de vilosidades. Os leitões alimentados com as dietas que continham plasma ganharam mais peso e tiveram menos E. coli no intestino delgado que os leitões alimentados com a dieta controle. Os leitões que receberam as dietas que continham 5,0 ou 7,5% de plasma apresentaram melhor conversão alimentar em comparação aos animais do controle, e os que foram alimentados com as dietas que continham 2,5; 5,0 ou 7,5% de plasma receberam, respectivamente, 45,0; 75,0 e 70,0% menos doses de antibiótico em relação aos leitões do tratamento controle. Os níveis de 2,5% e 7,5% de plasma na dieta proporcionaram aumentos nas alturas das vilosidades do duodeno e do jejuno dos leitões. A inclusão de plasma sanguíneo em dietas para leitões desmamados aos 35 dias de idade em condições de desafio sanitário tem efeito direto na formação de c

Texto completo