VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Perfil tecnológico de sistemas de produção de leite resfriado

Augusto de Albuquerque Fernandes, Sérgiodos Santos Faleiro, AmandaPassine Barbosa Ferrão, SibelliFigueiredo Vieira, VivianeRodrigues Souza, DayanaRibeiro Nunes, LeonardoBrito de Lisoba Santos, Neomarada Silva Ferrão, IramMota Pereira, MarceloAmaral Freitas, MazzilliVanessa Matarazzo, Soraia

Objetivou-se com este trabalho caracterizar os fornecedores de leite de um laticínio comercial localizado no Território de Identidade de Itapetinga por meio da aplicação de um questionário semiestruturado. Do total de 28 fornecedores foram entrevistados 17, estes estratificados em pequenos (até 50kg de leite/dia), médios (51 a 200kg de leite/dia) ou grandes (maior que 200kg de leite/dia). A análise dos dados foi realizada por meio de análises unidimensionais e análises não paramétricas. Não foram observados pequenos fornecedores de leite. Dos entrevistados, 17,6% foram caracterizados como médios e 82,4% como grandes fornecedores de leite. O tempo médio na atividade leiteira variou entre 20 e 22 anos, respectivamente para grandes e médios fornecedores de leite. O agrupamento genético observado nos dois estratos foi o cruzamento Zebu X Taurinos, com produção média de 1.260kg/leite/lactação e 1.594kg/leite/lactação, respectivamente para os médios e grandes fornecedores. O período de lactação foi semelhante entre os estratos (274 dias). A idade ao primeiro parto variou entre 28 (médios) e 25 meses (grandes). O intervalo de partos foi de 406 dias (médios) e 480 dias (grandes). Todos os fornecedores entrevistados vacinavam seus animais contra febre aftosa. Apenas um fornecedor realiza o teste com tuberculina. Os sistemas de produção estudados apresentam deficiência no uso de tecnolog

Texto completo