VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Efeito do tamanho de partícula do volumoso e da freqüência de alimentação sobre o consumo e a digestibilidade em ovinos

Primola Gomes, SilasLuíza Costa Cruz Borges, AnaBorges, Irande Lima Macedo Junior, GilbertoGuimarães Maciel Silva, AndreGiovani Pancoti, Carlos

Avaliou-se o efeito de quatro tamanhos de partícula do volumoso e de dois manejos alimentares sobre o consumo, a digestibilidade aparente e o comportamento ingestivo em ovinos. Utilizaram-se 24 carneiros com peso vivo médio de 37,0kg, alimentados com relação volumoso:concentrado (V:C) 25:75%. Foi utilizado o feno de Tifton-85 como volumoso e um concentrado comercial. Adotou-se esquema fatorial 2x4 em delineamento inteiramente ao acaso (dois manejos de alimentação e quatro tamanhos de partícula) o que totalizou 6 animais por tratamento. Os tratamentos não afetaram as variáveis referentes ao consumo e à digestibilidade aparente. O consumo médio de matéria seca foi de 97,43g/dia/UTM e a digestibilidade aparente da matéria seca média observada foi de 66,12%. O consumo de fibra em detergente neutro foi de 47,22g/dia/UTM. O menor tamanho de partícula (2mm) apresentou os menores tempos gastos (minutos/dia) com a ruminação (214,58) e com a atividade mastigatória total (360,41). Os animais gastaram 423,48min/dia/kg do consumo de fibra em detergente neutro ruminando e 676,19min/dia/kg do consumo de fibra em detergente neutro com atividade mastigatória total. Os tempos gastos com a ruminação e com a atividade mastigatória total em ovinos são diminuídos com a redução do tamanho de partícula do volumoso. Os tamanhos de partícula do volumoso e a frequência de fornecimento da dieta não afeta

Texto completo