VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Gastrointestinal nematode infections in sheep raised in Botucatu, state of São Paulo, Brazil

Orlando Wilmsen, MaurícioFernanda Silva, BrunaCristiano Bassetto, CésarFrancisco Talamini do Amarante, Alessandro

A ocorrência de infecções por nematódeos gastrintestinais foi avaliada de abril de 2008 até março de 2011em ovinos criados em Botucatu, estado de São Paulo. Todos os meses, dois cordeiros traçadores foram expostos à infecção natural por nematódeos gastrintestinais, durante 28 dias consecutivos, ao pastejar junto com um rebanho de ovelhas. Ao final desse período, os animais foram sacrificados para a identificação e quantificação dos helmintos. Haemonchus contortus apresentou prevalência de 100%. Não houve influência significativa das estações do ano na intensidade média de H. contortus, que variou de 315 vermes em novembro/2010 a 25.205 vermes em janeiro/2011. Trichostrongylus colubriformis também apresentou prevalência de 100% com a menor intensidade média (15 vermes) em fevereiro/2011 e a maior (9.760 vermes) em outubro/2009. No caso de T. colubriformis, houve correlação significativa entre as contagens de vermes x precipitação (r = 0,32; P 0,05). Outras três espécies de nematódeos foram encontradas nos cordeiros traçadores, no entanto em pequenas quantidades, com as seguintes prevalências e intensidades médias (entre parênteses): Oesophagostomum columbianum 28% (25,2), Cooperia curticei 7% (4,5) e Trichuris spp. 2 % (1). Em conclusão, as condições ambientais da área foram muito favoráveis durante todo o ano para a transmissão de H. contortus e T. colubriformis.

Texto completo