VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Description of a new species of Tatia from rio Tocantins drainage, central Brazil, with notes on Tatia simplex Mees, 1974 (Siluriformes, Auchenipteridae)

Souza, Jordson de Souza eSarmento-Soares, Luisa M.Canto, André L. ColaresRibeiro, Frank Raynner V.

RESUMO Tatia abriga vinte e cinco espécies válidas distribuídas nos maiores sistemas fluviais de águas interiores da América do Sul, como o Orinoco, Essequibo, e rios costeiros do Suriname, Amazonas, alto Paraná e São Francisco. Uma espécie nova é descrita para tributários do alto rio Manuel Alves, nos contrafortes da Serra Geral do Tocantins, estado do Tocantins, Brasil. A espécie nova é facilmente distinguida de todos os congêneres, exceto Tatia britskii, pela ausência de nadadeira adiposa. Difere de T. britskii pelo maior comprimento do pedúnculo caudal (24,130,5% CP, média 25,3 vs. 20,022,7% CP, média 20,9); altura do pedúnculo caudal (10,916,8 SL, mean 14,1 vs. 9,410,5, mean 9,8) e margem craniana anterior com largura do mesetmoide igual a seu comprimento (vs. largura aproximadamente três vezes no seu comprimento em T. britskii). Adicionalmente, são fornecidas informações sobre Tatia simplex, uma espécie pouco conhecida, descrita para o rio das Mortes.

Texto completo