VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Composição e diversidade de macroinvertebrados bentônicos em um riacho do Cerrado brasileiro

Pio, Jéssica F. GSantiago, Eunice de F. ECopatti, Carlos E

Este estudo teve como objetivo analisar a diversidade e a composição da assembleia de macroinvertebrados bentônicos nas estações seca e chuvosa em um riacho do Cerrado Brasileiro, testando a hipótese que a estação seca tem maior diversidade e difere em termos de composição de organismos em relação a estação chuvosa. A coleta foi realizada em estações secas (maio e agosto/2016 e agosto/2017) e chuvosas (novembro/2016 e fevereiro e novembro/2017). Os indivíduos foram identificados em nível de família e classificados de acordo com o grupo funcional alimentar (GFA). Foram identificados 3.776 indivíduos, onde Chironomidae foi o táxon mais abundante com 2.226 organismos. O GFA com maior número de indivíduos e riqueza foram coletor-catador e predador, respectivamente. A riqueza de espécies foi maior na estação seca do que na estação chuvosa. A ordenação gerada pelo NMDS mostrou que não houve distinção na composição da assembleia entre as estações seca e chuvosa. Concluímos que variações sazonais não alteram a abundância e a composição da comunidade de macroinvertebrados bentônicos, mas a riqueza de espécies diminuiu na estação chuvosa.(AU)

Texto completo