VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Biologia reprodutiva do siri Achelous spinimanus (Decapoda, Portunoidea): um recurso pesqueiro em potencial

Sousa, Aline NBernardes, Veronica PBernardo, Camila HTaddei, Fabiano GTeixeira, Gustavo MCosta, Rogério CFransozo, Adilson

Este estudo descreveu os padrões reprodutivos e de recrutamento do siri Achelous spinimanus (Latreille, 1819) na região de Ubatuba, litoral norte de São Paulo, Brasil. Os siris foram coletados mensalmente, de janeiro de 1998 a dezembro de 1999, em 18 locais em três enseadas (Ubatumirim, Ubatuba e Mar Virado), utilizando um barco de pesca comercial. Em cada área de amostragem foram registrados a temperatura de fundo, salinidade e teor de matéria orgânica. Um total de 1.911 indivíduos foram coletados: 350 machos adultos, 475 fêmeas adultas não ovígeras, 584 fêmeas adultas ovígeras e 502 jovens. As fêmeas reprodutivas foram mais abundantes em áreas profundas; essa migração pode ser uma estratégia para melhorar a dispersão e a sobrevivência das larvas. As fêmeas ovígeras foram encontradas durante todo o ano, indicando uma reprodução contínua, com sua abundância positivamente correlacionada à temperatura. Durante a pesquisa de dois anos, foram encontrados caranguejos em todos os estágios de desenvolvimento gonadal. Podemos inferir que a região de Ubatuba fornece recursos adequados para o estabelecimento e desenvolvimento de A. spinimanus.(AU)

Texto completo