VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Baixa riqueza zooplanctônica indicando condições adversas de seca e eutrofização em um reservatório no Nordeste do Brasil

Silva, Caio OR. Junior, AdjutoPerbiche-Neves, GilmarPinheiro, Allysson PLacerda, Sírleis R

Esse trabalho caracterizou o zooplâncton e as variáveis ambientais do reservatório Canoas (Assaré, Ceará, Brasil) através de oito coletas consecutivas mensais, durante um período de estiagem intensa. Amostras de zooplâncton foram coletadas com arrastos verticais de rede de plâncton de 50 µm em três pontos distribuídos longitudinalmente. Foram encontradas cinco espécies: Brachionus calicyflorus Pallas, 1938 (Brachionidae: Rotifera), Diaphanosoma spinulosum Herbst, 1967 (Sididae: Cladocera), Thermocyclops decipiens Kiefer, 1929 e T. inversus Kiefer, 1936 (Cyclopoida: Copepoda), e Notodiaptomus cearensis Wright, 1936 (Calanoida: Copepoda). Thermocyclops decipiens apresentou a maior abundância relativa, seguido de N. cearensis e B. calicyflorus. A variação espacial e temporal da comunidade zooplanctônica pode ser explicada pela maioria das variáveis ambientais associadas a N. cearensis e B. calicyflorus, enquanto T. decipiens não se associou a nenhuma delas. A baixa riqueza de espécies e a dominância de T. decipiens e B. calicyflorus podem ser reflexos da elevada condição trófica do reservatório, em período de estiagem intensa, e N. cearensis está associado também com essas condições mais adversas.(AU)

Texto completo