VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 22-22

Hemoterapia em acupontos para papilomatose ovina: relato de caso

Silva, Taine Cris SoaresToledo, Camla AlmeidaNotomi, Marcia KikuyoEscodros, Pierre Barnabé

Os papilomas são pequenas excrescências verrugosas de etiologia viral que ocorrem mais frequentemente nas narinas, nos lábios e condutos auriculares de todas as espécies animais. São relativamente frequentes em animais de menor faixa etária, durante o período de aleitamento e desmame. Sua disseminação não é bem determinada, porém há fatores imunológicos envolvidos, acreditando-se que o contato direto entre os animais, o uso de materiais contaminados e insetos hematófagos são formas de transmissão. Normalmente o tratamento é cirúrgico, seguido de vacinação autógena. Alguns autores indicam a aplicação de sangue autólogo muscular e da hemo-acupuntura como alternativas terapêuticas. O objetivo do trabalho foi determinar a eficácia hemoterapia em pontos de acupuntura no tratamento de uma borrega com papilomas na face, narinas e ventre. Uma fêmea ovina, mestiça, com cerca de 70 dias de idade, foi encaminhada para Laboratório de Inovação em Cirurgia, Hemoterapia e Terapias Celulares Veterinárias da UFAL (LABINOVET- UFAL) com muitas excrescências verrugosas em narinas, face e ventre, sendo direcionada para o tratamento com acupuntura. As coletas de sangue foram na jugular externa esquerda, com aplicação imediata do sangue no mesmo lado, sendo utilizada a aplicação de 3,5 mL de sangue autólogo em: 1,5 mL ponto tireóide ou imunidade (localizado caudal;-/]mente ao músculo tríceps braquial), 0,5 mL Rim 3 ( localizado medialmente entre o calcâneo e epicôndilo tibial), 0,5 ,L em B12 (na Lina média entre a 5º vértebra torácica e escápula) e 0,5 mL 3m Ho Hai ou VG1( entre ânus e cauda). O animal foi avaliado no momento da primeira aplicação (M1), sendo que as aplicações foram a cada 4 dias, num total de 4 aplicações. As avaliações da melhora do quadro foram realizadas em M2 (4 dias), M3 (8 dias) e M4 (12 dias). Em M2 as lesões haviam diminuído exsudação e ainda apresentavam-se presentes. Em M3, as excrescências haviam diminuído em 50% e com aspecto de cicatrização. Em M4 restavam apenas uma lesão em regressão no lábio. Com a melhora, o paciente não retornou mais para novas sessões de acupuntura. Conclui-se que a hemoterapia em acupontos foi eficaz no tratamento de papilomatose em borrega, necessitando de estudos em maiores populações, para indicação da técnica pouco onerosa na rotina de rebanhos infectados.(AU)

Texto completo