VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Teat order affects postweaning behaviour in piglets

Sommavilla, RobertaAntonio Dalla Costa, OsmarAparecida Honorato, LucianaSilva Cardoso, ClarissaJosé Hötzel, Maria

O objetivo deste estudo foi verificar se leitões que mamam nas tetas anteriores diferem dos demais da leitegada no peso ao nascimento e tem maior taxa de crescimento durante a lactação, e se isso influencia o comportamento e ganho de peso pós-desmame, quando os leitões passam a receber dieta exclusivamente sólida. Para isso, a ordem da teta foi determinada durante a fase de amamentação em 24 leitegadas. Aos 28 dias de idade, os leitões foram desmamados e foram formados 24 grupos, compostos por um leitão que mamava nos dois primeiros pares de tetas (AT) e três leitões que mamavam nas demais tetas (OT). Embora o peso ao nascimento não tenha diferido de acordo com a ordem da teta, o ganho de peso até o desmame diferiu entre os grupos (AT: 6,64, EP 0,20kg, OT: 5,73, EP 0,13kg; P 0,001). Após o desmame, AT passaram mais tempo em repouso (P 0,01) e menos tempo comendo (P 0,01) e vocalizando (P 0,01), quando comparado com os demais. Outros comportamentos (interação agonística, tentativa de fuga e bebendo) não diferiram entre os grupos. Os leitões que mamavam nas tetas anteriores ganharam mais peso até o desmame, o que sugere que ingeriam mais leite; isso pode ter levado a um menor contato com alimento sólido antes do desmame, por sua vez, influenciando o comportamento alimentar pós-desmame

Texto completo