VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Grafting guava on cattley guava resistant to Meloidogyne enterolobii

Rodrigues Robaina, RenataSiqueira Campos, GraziellaSales Marinho, CláudiaMoreira Souza, RicardoAparecida Bremenkamp, Cíntia

O uso de porta-enxertos resistentes poderá ser um método promissor para o controle do nematoide Meloidogyne enterolobiiem plantios comerciais de goiaba, em caso de compatibilidade de enxertia. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o pegamento via enxertia por garfagem de topo em fenda cheia, entre a goiabeira e acessos de araçazeiros resistentes a M. enterolobii. Os tratamentos foram constituídos pelos porta-enxertos utilizados, araçazeiros (três acessos de Psidium cattleyanum) e a goiabeira. O delineamento estatístico adotado foi em blocos casualizados (DBC), com quatro tratamentos, cinco repetições, e oito plantas por parcela. Após a enxertia, foi avaliada a percentagem de pegamento dos enxertos. As mudas produzidas foram plantadas no campo e avaliadas quanto ao crescimento inicial das diferentes combinações. Constatou-se pegamento de enxertia entre a goiabeira 'Paluma' e os porta-enxertos de goiabeira e araçazeiros dos acessos 115 e 117, ocorrendo uma taxa de pegamento de 63, 32 e 29%, respectivamente. No campo, os araçazeiros utilizados como porta-enxertos induziram menor desenvolvimento de copa e resultaram em morte de plantas. A incompatibilidade entre a goiabeira 'Paluma' e o porta-enxerto P. cattleyanumfoi confirmada um ano após plantio no campo.

Texto completo