VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Componentes produtivos do milho sob diferentes manejos de plantas daninhas e arranjos de plantio em sistema agrossilvipastoril

Vitória Santos, MárciaValadão Silva, DanielMiranda da Fonseca, DilermandoRodrigues dos Reis, MarceloRoberto Ferreira, LinoNolasco de Oliveira Neto, SílvioLopes Ramos de Oliveira, Fabiana

O sucesso de um cultivo consorciado esta relacionado com o conhecimento de todos os fatores que afetam o crescimento e produção das espécies. Objetivou-se neste trabalho avaliar a produção de grãos de milho sob diferentes manejos de plantas daninhas e arranjos de plantio em sistema agrossilvipastoril. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com três repetições. Os tratamentos foram dispostos no esquema de parcelas subdivididas, sendo as parcelas correspondentes aos sistemas de consórcio: eucalipto ou eucalipto junto com acácia consorciada com milho eBrachiaria brizanthacv. 'Marandu' ou B. decumbenscv. 'Basilisk' ou B. brizanthacv. 'Piatã'. Nas subparcelas, alocaram-se os sistemas de manejo de plantas daninhas: atrazine aplicado isoladamente ou mistura em tanque do atrazine com subdose do nicosulfuron. Adicionaram-se duas testemunhas relativas ao milho em monocultivo nos dois sistemas de manejos de plantas daninhas. As espécies florestais foram transplantadas na ocasião da semeadura do milho e das braquiárias, realizada em plantio direto. A aplicação de nicosulfuron em mistura com atrazine promoveu o aumento da altura de plantas e inserção de espigas, sem influenciar na produtividade de grãos de milho. O eucalipto, acácia e as espécies de braquiárias, estabelecidos concomitantemente, não influenciaram na produtividade de milho. A produtividade de grãos de milho é reduzida no sistema agrossilvipastoril em relação ao monocultivo.

Texto completo