VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Qualidade de fruto e produtividade de pessegueiros submetidos a diferentes épocas de poda

Aldrighi Gonçalves, MichélPicolotto, LucianoQuintanilha Azevedo, FernandaCocco, CarineEduardo Correa Antunes, Luis

Com o presente trabalho objetivou-se avaliar as características produtivas de diferentes genótipos de pessegueiro (Prunus persica (L.) Batsch.), submetidos a podas em épocas distintas na região de Pelotas-RS. O experimento foi conduzido em uma área experimental pertencente à Embrapa Clima Temperado (CPACT), durante os anos de 2009 e 2010. Os tratamentos foram compostos de combinações de três épocas de poda [poda de inverno (PI), poda de inverno mais poda de verão (PIV) e poda de verão (PV)] e três genótipos [Cascata 805, Cascata 834 (BRS Kampai) e Cascata 952 (BRS Rubimel)], resultando em nove tratamentos distintos. Para as variáveis firmeza de frutos, pH, sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), relação SS/AT e cor, não foi verificada interação entre os fatores estudados. Os frutos de BRS Kampai apresentaram maior firmeza, assim como a poda apenas no período de verão. O genótipo BRS Kampai apresentou frutos com maior SS e AT dentre os estudados e as plantas de BRS Kampai e BRS Rubimel apresentaram frutos com coloração vermelha mais intensa de epiderme, independentemente da época de poda. Verificou-se que a poda apenas no período de verão induziu à produção de frutos menores. Os genótipos BRS Kampai e BRS Rubimel apresentaram produtividades semelhantes, independente do sistema de poda aplicado. Em geral, as características físico-químicas dos frutos não são alteradas com as variações de época de poda estudadas. No entanto, as variáveis de qualidade física e as relacionadas com a produção sofrem influência direta da época de poda.

Texto completo