VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Farelo de arroz integral processado por infravermelho em diferentes períodos de tempo na dieta de frangos de corte

Colombo Departamento de Zootecnia) Pontalti, GabrielDiniz Departamento de Zootecnia) Ebling, PatríciaPacheco Departamento de Zootecnia) Villanueva, AraceliGonçalves Departamento de Zootecnia) Teixeira, LucianaMachado Leal Departamento de Zootecnia) Ribeiro, Andréa

Trata-se de um estudo de metabolizabilidade em frangos de corte Cobb, para testar os benefícios do processamento térmico por infravermelho no farelo de arroz integral (FAI) em diferentes tempos (0, 6, 8 e 10min). O experimento foi realizado através do método de substituição, em que 20% de uma dieta referência (DR) a base de milho e farelo de soja foi substituída pelos FAIs processados em diferentes tempos. Usou-se um delineamento experimental completamente casualizado com 5 tratamentos e 10 repetições de uma ave. Entre 21 e 28 dias de idade das aves, foi feita a coleta total de excretas, com 4 dias de adaptação às dietas e 3 de coleta. A dieta com FAI 6min teve melhor aproveitamento em relação às demais e foi a única que não piorou os coeficientes de metabolizabilidade em relação à DR. Na comparação da metabolizabilidade dos ingredientes isolados, não houve diferenças estatísticas. Porém, conforme aumentou o tempo de processamento, diminuiu a solubilidade e a metabolizabilidade da proteína. O processamento térmico por infravermelho não foi capaz de melhorar a metabolizabilidade do FAI para frangos de corte.

Texto completo