VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 508-513

POTENCIAL OVICIDA DE Origanum vulgare (Lamiaceae) EM NEMATÓDEOS GASTRINTESTINAIS DE BOVINOS

L. Dias de Castro, LucianaMartins Madrid, IsabelLidiane G. Aguiar, CíntiaMortagua de Castro, LeonardoBrum Cleff, MarleteElisabeth Aires Berne, MariaPereira Leivas Leite, Fábio

Em virtude da resistência dos nematódeos gastrintestinais aos antihelmínticos, diversas pesquisas têm sido desenvolvidas buscando-se alternativas de controle para essas parasitoses. Nesse contexto, o estudo avaliou a ação in vitro de Origanum vulgare sobre ovos de nematódeos gastrintestinais de bovinos. Para avaliar a capacidade de inibição da eclodibilidade dos ovos, diferentes formas de extratos das folhas secas desta planta foram testadas como tintura, extrato hidroalcoólico e extrato aquoso nas concentrações de 0,62 a 80 mg/mL. Cada ensaio foi acompanhado de controle contendo cloridrato de levamisol (0,2 mg/mL), água destilada e álcool de cereais 70 GL nas mesmas concentrações dos produtos. Os resultados dos testes demonstraram que os diferentes extratos de O. vulgare inibiram a eclodibilidade dos ovos de nematódeos gastrintestinais de bovinos com percentual de inibição variando de 8,8 a 100%, sendo a tintura e o extrato hidroalcoólico as formas mais promissoras. Frente a esta propriedade ovicida, o O. vulgare pode representar uma importante fonte de compostos antiparasitários viáveis para o controle das nematodioses em ruminantes.PALAVRAS-CHAVE: Fitoterápico; Haemonchus spp.; in vitro; orégano 

Texto completo