VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 279-287

EFEITO DAS ALTAS DENSIDADES DE ESTOCAGEM NO CRESCIMENTO E SOBREVIVÊNCIA DE Litopenaeus vannamei NA FASE FINAL DE ENGORDA, CULTIVADOS EM SISTEMAS DE BIOFLOCOS (BFT)

Ferreira Silva, AdrianaRodrigues Lara, GabrieleCupertino Ballester, EduardoKrumennauer, DarianoCesar Abreu, PauloWasielesky, Wilson

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de altas densidades de estocagem na sobrevivência, crescimento e na taxa de conversão alimentar de camarões Litopenaeus vannamei, na fase final de engorda em sistema de Biofloc Technology (BFT), mantendo os mesmos parâmetros de água para todos os tratamentos. Os camarões (11,96 ± 1,14g) foram estocados em microcosmos (tanques de 0,50 m2), conectados a um raceway de cultivo BFT. O experimento teve duração de 45 dias. Os camarões foram estocados nas densidades de 150, 300, 450 e 600 camarões/m2. Bioflocos foram coletados para análise de composição proximal. Os resultados foram submetidos à ANOVA uma via e as diferenças foram comparadas pelo teste de Tukey (? = 0.05). No T300 e T450, o crescimento e sobrevivência dos camarões não foram afetados pelas altas densidades. A maior biomassa alcançada (T450) foi de 5,1 kg/m2 e a melhor conversão alimentar foi de 1,54 no T150. Os resultados deste estudo indicam que as densidades de estocagem no sistema proposto podem ser elevadas, mas não superiores a 450 camarões/m2. Observou-se ainda que mesmo se a qualidade de água for mantida igual para todos os tratamentos, há efeito negativo entre densidade e crescimento dos camarões, confirmando que esse efeito é comportamental.PALAVRAS-CHAVE: engorda de camarões; parâmetros zootécnicos; tecnologia bioflocos.

Texto completo