VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 49-55

Coprofagia como distúrbio comportamental em cães: revisão de literatura

Meyer, Luciano RogérioAlbuquerque, Verônica Batista deOliveira, Graziela Kopinits

Objetivou-se com este estudo relatar alguns aspectos psicológicos da interação entre homem e animal, visando contribuir com informações que subsidiem a harmonia entre ambos. Na sociedade moderna os animais têm sido submetidos a uma série de situações estressoras, sendo essas as causas de diversas alterações no comportamento. Embora os cães apresentem grande flexibilidade comportamental, as exigências por parte dos proprietários podem desencadear conflitos que favorecem o aparecimento de distúrbios como a coprofagia. Isso pode ser justificado pela necessidade de humanização exigida aos animais a fim de que obtenham comportamentos inerentes à espécie humana, nem que para isso tenham que mudar as suas características naturais. A coprofagia é o hábito de ingerir fezes e esse comportamento pode ser fisiológico em algumas situações, ou decorrente de doenças metabólicas e/ou carências nutricionais. Porém, na maioria das vezes é um distúrbio comportamental do animal na tentativa de obter a atenção do proprietário. A coprofagia representa um desafio para a clínica médica de pequenos animais, pois, possui diagnóstico e tratamento trabalhosos. Assim, os clínicos devem ficar atentos ao avaliar as alterações comportamentais de modo que possam sugerir soluções mais práticas.(AU)

Texto completo