VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Expression of aggregative adherence to hela cells by Escherichia coli strains isolated from sick horses

Liberatore, Ana Maria AlvimTomita, Sandra KimieVieira, Mônica Aparecida MidolliToti Jr., CyroHeckmaier, JoãoGomes, Tânia Aparecida Tardelli

Características de virulência de 56 amostras de Escherichia coli isoladas de eqüinos doentes (secreção de colo uterino, fragmentos de necrópsia do trato gastrointestinal e de pulmões, fezes diarréicas e lavado traqueal) foram examinadas para determinar o padrão de aderência em células HeLa e pesquisar a presença de genes de virulência de vários patotipos de E. coli. Duas amostras não aderentes apresentaram astA, gene que codifica a toxina termo-estável de E. coli enteroagregativa. Das vinte e sete amostras (48,2%) que aderiram a células HeLa, 21 (77,8%) apresentaram o padrão de aderência agregativa (AA) que caracteriza o patotipo de E. coli Enteroagregativa (EAEC). Nove destas amostras que apresentaram AA foram isoladas de secreção de colo uterino, incluindo uma que apresentava genes de virulência de patotipos de EAEC (aggR,aap,irp2 e pic). Esta é a primeira descrição do fenótipo AA em amostras de cavalos doentes. Estas amostras deverão ser melhor avaliadas em relação a sua potencial função na patogênese de diferentes doenças eqüinas, bem como à possibilidade destes animais representarem um reservatório de infecções humanas causadas por esta bactéria.

Texto completo