VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Bacteriocin production by Lactobacillus pentosus ST712BZ isolated from boza

D. Todorov, SvetoslavM.T. Dicks, Leon

A bacteriocina ST712BZ produzida par Lactobacillus pentosus (peso molecular de 14,0kDa) inibe o crescimento de Lactobacillus casei,Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa,Enterococcus faecalis, Klebsiella pneumoniae e Lactobacillus curvatus. O crescimento de L. pentosus ST712BZ em BHI, M17, leite de soja e melaços foi semelhante ao observado em MRS, registando-se a produção máxima de bacteriocina (12800UA/mL) em MRS após 24 h. Observou-se o mesmo nível de produção de bacteriocina (12800UA/mL) em caldo MRS com pH inicial de 6,5, 6,0 e 5,5. No entanto, em caldo MRS (pH 6,5) suplementado com 1 mM de EDTA a produção apenas atingiu 6400UA/mL. Os níveis de atividade bacteriocinogênica detectados em caldo MRS com um pH inicial de 5,0 e 4,5 foram baixos. De todas as fórmulas de meios de cultura testadas a que apresentou a atividade máxima 12800UA/mL foi MRS suplemento de triptona (20,0g/L), glicose (20,0 e 40,0 g/L), manose (20.0 g/L), vitamina B12 e vitamina C. A produção de bacteriocinas foi inibida por concentrações de glicerol superiores ou iguais a 1.0 g/L. Verificou-se a actividade bacteriocinogênica máxima (25600UA/mL) em caldo MRS suplementado com vitamina B1 ou ácido DL-6,8-thioctic.

Texto completo