VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Parasitic community of Fransciscodoras marmoratus (Reinhardt, 1874) (Pisces: Siluriformes, Doradidae) from the upper São Francisco river, Brazil

D. Santos, M.C. Brasil-Sato, M.

Cento e treze espécimes de Franciscodoras marmoratus (Reinhardt, 1874) foram coletados no alto São Francisco (18° 12' 32" S, 45° 15' 41" W, Estado de Minas Gerais), entre setembro de 1999 e janeiro de 2004, para a investigação de sua parasitofauna. Desse total 45 (39,8%) estavam parasitados por, pelo menos, uma espécie de parasito. A riqueza parasitária foi constituída por seis espécies representantes de Hirudinea (n = 20), Monogenoidea (n = 25), Eucestoda (n = 55), Nematoda (n = 1, n = 2) e Acanthocephala (n = 41), encontradas nos períodos da seca e da cheia, que totalizaram 144 espécimes. Proteocephalus renaudi Chambrier & Vaucher, 1994 foi a única espécie com prevalência superior a 10%, com típico padrão de distribuição agregado. A prevalência, intensidade e a abundância parasitária de P. renaudi não foram influenciadas pelo comprimento total e sexo dos hospedeiros e nem pelos períodos de coleta, respectivamente. O fator de condição relativo indicou que os hospedeiros de P. renaudi não tiveram higidez significativamente afetada em relação aos peixes não parasitados. Os peixes estocados em tanques, antes das necropsias, foram oportunistamente infestados por Lernaea cyprinacea Yashuv, 1959. Os diversos parasitos encontrados indicam F. marmoratus onívoro e potencial hospedeiro definitivo. As espécies de parasitos, com exceção de Acanthocephala, têm ampliada sua distribuição geográfica conhecida para a bacia do rio São Francisco. A comunidade parasitária foi considerada isolacionista devido à baixa diversidade endoparasitária, infrapopulações com baixa intensidade, interações parasitárias não evidentes e raros sinais de agressões dos parasitos contra seus hospedeiros.

Texto completo