VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Applying weight gain in Pomacea lineata (Spix 1824) (Mollusca: Prosobranchia) as a measure of herbicide toxicity

A. Coler, R.R. Coler, R.K. G. Felizardo, E.Watanabe, T.

Pomacea lineata, um molusco amplamente distribuído e considerado como peste em plantações de arroz no Oriente, pode ser considerado como um valioso recurso para monitorar a qualidade da água no Nordeste do Brasil. Neste trabalho, apresentamos dados que demonstram que o incremento de peso em moluscos neonatos é uma medida consistente que responde eficientemente ao estresse imposto por concentrações tóxicas subletais dos herbicidas Paraquat e Round-up. Os resultados de crescimento para avaliar a toxicidade crônica foram obtidos em experimentos de quatro e quatro, oito, doze e dezesseis dias para Paraquat e Round-up, respectivamente. A maior concentração de efeito não observado (NOEC) e a menor concentração de efeito observado (LOEC) para Paraquat, após 96 horas, foram respectivamente de 0,12 e 0,25 mg/L. Para o Round-up, os valores de NOEC e LOEC estimados foram respectivamente de 0,25 e 0,5 mg/L. Todas as concentrações de Round-up testadas após 192 horas de exposição provocaram diminuições nas taxas de crescimento, sendo significativamente diferentes do controle. Conseqüentemente não pode ser estimado o valor de NOEC. O valor de LOEC foi menor do que 0,12 mg/L. Além disso, não houve nenhuma mortalidade durante o teste. Por conseguinte, nenhum NOEC pôde ser derivado e o LOEC era 0,12 mg/L. Para as mais baixas concentrações de Paraquat testadas (0,005 mg/L), houve um aumento do crescimento que foi significativamente maior que o controle, sugerindo a ocorrência de um efeito hormético.

Texto completo