VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Financial comparisons of the artisanal fisheries in Urubupungá Complex in the middle Paraná River (Brazil)

A. Ceregato, S.Petrere Jr., M.

Este trabalho teve por principal objetivo o levantamento bioeconômico das pescarias artesanais, a fim de comparar o lucro médio dos pescadores, considerando os diferentes ambientes (reservatórios e leito do rio) e épocas (seca e chuvosa). Para a execução das comparações financeiras das pescarias artesanais no Complexo de Urubupungá no rio Paraná (Brasil) foram considerados 3 ambientes: I) reservatórios de Ilha Solteira e Jupiá; II) rio Paraná entre as barragens de Jupiá e Primavera; e III) rio Paraná a jusante da barragem de Primavera. O levantamento de dados foi realizado mediante a aplicação de questionários, num total de 187 pescadores entrevistados, sendo consideradas válidas 164 entrevistas. As entrevistas foram realizadas em julho/98 (época seca) e fevereiro/99 (época chuvosa). O lucro médio diário nas épocas seca e chuvosa, respectivamente, foi de R$ 13,19 e R$ 19,54 para os pescadores dos reservatórios; de R$ 4,10 e R$ 12,92 para os pescadores do rio Paraná entre as barragens de Jupiá e Primavera; e de R$ 1,48 e R$ 23,01 para os pescadores do rio Paraná a jusante da barragem de Primavera (R$ 1,00 = US$ 0,86 durante a época seca e R$ 1,00 = US$ 0,52 durante a época chuvosa). Buscou-se determinar um modelo para explicar a variável-resposta "lucro", em função das variáveis ligadas diretamente à atividade pesqueira (ambiente em que o pescador atua, época da entrevista - seca ou chuvosa -, aparelhos utilizados na pesca, dias em que pesca), bem como de algumas variáveis sócio-econômicas (idade, estado civil, número de dependentes, instrução). Porém, como a variabilidade do lucro é muito grande, o modelo proposto explicou 48,4% dessa variabilidade e apenas os fatores educação, aparelhos de pesca e a covariável número de dias que pesca foram significativos.

Texto completo