VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 521-539

Pesca artesanal e cetáceos que ocorrem no litoral leste do Rio de Janeiro: uma abordagem etnoecológica para verificar a existência de manejo tradicional

Ventura da Silva, CamilaCarvalho Moreira, SérgioAntunes Zappes, CamilahPaula Madeira Di Beneditto, Ana

Foram descritas a atividade de pesca artesanal praticada no município de Cabo Frio, costa leste do Rio de Janeiro, e as interações com os cetáceos na região a partir da percepção dos pescadores, verificando-se a existência de manejo tradicional para minimizar as possíveis interações negativas entre a pesca e esses animais. Entre julho e novembro de 2012 foram realizadas 45 entrevistas etnográficas com pescadores que atuam na região. Os pescadores eram do sexo masculino, com idade predominante entre 34 e 51 anos e baixa escolaridade formal. As modalidades de linha (linha-de-mão e espinhel) foram os petrechos preferencialmente utilizados e os principais produtos capturados foram peixes ósseos (demersais e pelágicos). Todos os entrevistados relataram a ocorrência de cetáceos na região. Avistagens de baleias ocorreram principalmente no verão, segundo os pescadores, devido à disponibilidade de alimento, e no inverno e na primavera, a partir de movimentos migratórios que incluem a região como rota. Os golfinhos ocorreram ao longo do ano todo e sua presença foi relacionada à disponibilidade de alimento. Todos os relatos de interações entre cetáceos e a pesca foram classificados como negativos. Interações dos animais com petrechos de pesca e colisões com embarcações foram indicadas por 24% (n = 11) e 4% (n = 2) dos entrevistados para baleias e golfinhos, respectivamente. Apesar da elev

Texto completo