VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 557-567

Parâmetros populacionais de poecilíneo em riachos Sul-Mato-Grossenses, Brasil

Mendonça, AngélicaCeli Fedatto Abelha, MilzaFlávia Batista-Silva, ValériaAntoniassi Luiz Kashiwaqui, ElaineBailly, DayaniAlexandre Fernandes, Carlos

Este trabalho objetivou descrever e comparar a estrutura das populações de Phalloceros harpagos nos riachos Perobão e Água Boa, MS, através de parâmetros populacionais quantitativos. As amostragens foram realizadas utilizando-se pesca elétrica nos trechos superior, intermediário e inferior dos riachos (Pontos 1, 2 e 3, respectivamente), entre março e novembro de 2008. Informações relativas ao comprimento padrão, peso e sexo foram utilizadas para a determinação da proporção sexual, frequência das classes de comprimento padrão e condição das populações de cada riacho. Foram capturados 686 espécimes de P. harpagos no Água Boa e 3.404 no Perobão. Somente a população do trecho superior do Água Boa foi considerada nas análises devido a inexpressiva captura nos trechos intermediário e inferior. Machos com comprimento padrão entre 1,4-1,8 e 1,8-2,2 cm foram os mais capturados em ambos os riachos. As fêmeas apresentaram maiores comprimentos, sendo mais frequentes aquelas com 2,2-2,6 e 1,8-2,2 cm no riacho Água Boa e Perobão, respectivamente. As fêmeas predominaram significativamente (2,5:1) no Água Boa e no Ponto 1 (1,3:1) do Perobão. A proporção sexual foi equitativa nos demais pontos. O teste de Kolmogorov-Smirnov indicou diferença significativa na distribuição dos indivíduos dentro das classes de tamanho para ambos os riachos. A aplicação da análise de covariância ou do modelo com in

Texto completo