VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 569-576

Bioindicadores neotropicais de ecotoxicidade e risco ambiental de fármacos de interesse para aquicultura

Florêncio, TaisePatrícia Carraschi, Silvada Cruz, ClaudineiFerreira da Silva, AdilsonMarcari Marques, AlineAntonio Pitelli, Robinson

Os objetivos deste estudo foram avaliar a toxicidade aguda(CL/CE50)e o risco ambientaldo toltrazuril (TOL) e doflorfenicol(FFC)paraa planta aquática Lemna minor,o caramujo Pomacea canalicuta,os peixes Piaractus mesopotamicuseHyphessobrycon equeseo microcrustáceo Daphnia magna.Os organismos foram aclimatados em salas de bioensaiode acordo com as normas vigentes para cada organismo. Estesforam expostos àsconcentrações nominaisem sistema estático. Para a avaliação do risco ambiental (RQ) foiutilizadaa concentração ambiental estimada (CAE),concentraçãoindicada para tratamentoe a concentração letal ou efetiva (CL/CE50) de cada fármacoem exposição aguda.OFFC apresentouCL50;7dde97,03 mgL-1para L. minor; >100,0mgL-1 para P. mesopotamicuse H. equeseCE50;48h > 100,0mgL-1para P. canaliculatae paraD. magna, e causabaixo risco (RQ = 0,01)para os bioindicadores.O TOL apresentou CL50;7d >100,0mgL-1para L. minor, 3,72 mgL-1para P. mesopotamicus;6,22 mg L-1para o H. equese CE50;48h de 7,59 mgL-1para P. canaliculatae 18,57 mgL-1 para D. magna,ecausabaixo risco (RQ =0,01)para L. minore alto risco para P. mesopotamicus(RQ= 2,68); para H. eques (RQ= 6,22), para P. canaliculata(RQ= 1,31)epara D. magna(RQ= 0,53). Lemnaminoré o melhor bioindicador da toxicidade do FFC e H. eques,bioindicador do TOL. O FFC é seguropara uso na aquicultura, porém oTOL causa risco para os bioindicadores.

Texto completo