VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 174-186

Estimativa da massa seca de genótipos do gênero Cynodon pelos métodos de forno de microondas e convencional

Oliveira, Euclides Reuter deMonção, Flávio PintoGoes, Rafael Henrique de Tonissi Buschinelli deLempp, BeatrizGabriel, Andrea Maria de AraújoMoura, Lais ValenzuelaPereira, Thais Lemos

Objetivou-se por meio deste trabalho comparar o processo de secagem, em forno de microondas e em estufa de ventilação de ar forçada, bem como seus efeitos sobre a composição química de diferentes genótipos pertencente ao gênero Cynodon (Tifton 85, Jiggs, Russel, Tifton 68 e Vaquero) colhidos em diferentes idades de corte (28, 48, 63 e 79 dias). O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados em esquema de parcelas subdivididas, com 4 repetições. Não foi observada diferença (P>0,05) entre os métodos analisados sobre a composição química dos genótipos em estudo. O aumento da idade de corte influenciou negativamente (P<0,05) os teores de proteína bruta das diferentes partes da planta. Houve aumento significativo (P<0,05) dos teores de matéria seca, fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido e produção de matéria seca com o aumento da idade de corte. O uso do forno de microondas é uma alternativa rápida e precisa na obtenção do teor de matéria seca das forragens, mostrando eficiência semelhante ao método de secagem em estufa de circulação de ar forçada. Os genótipos apresentaram melhores resultados de composição química quando manejados na idade 28 dias.(AU)

Texto completo