VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 140-148

Efeitos da suplementação com fontes de ácidos graxos em doadoras da raça Holandesa durante o pré e pós-parto sobre o retorno à ciclicidade e produção in vitro de embriões

Rossi, Guilherme FazanMonteiro, Fábio MoratoLima, Marina Ragagnin deCollado, Maite DelVantini, RobertaGarcia, Joaquim Mansano

A suplementação de bovinos leiteiros com fontes de ácidos graxos poliinsaturados (AGPs) é uma prática utilizada para aumentar o nível energético das dietas, além de proporcionar efeitos positivos nas funções reprodutivas de importantes tecidos, incluindo hipotálamo, hipófise, ovários e útero. O trabalho foi conduzido com objetivo de avaliar as condições reprodutivas do pós-parto, número de folículos, presença de corpo lúteo (CL), concentração de progesterona (P4), quantidade de oócitos viáveis e totais e a produção in vitro de embriões (PIVE) de doadoras multíparas da raça Holandesa suplementadas com dieta rica em AGPs protegido (principalmente ácido linoleico - n-6) e não protegido (principalmente ácido linolênico - n-3) durante o pré e pósparto. As dietas foram fornecidas por 30 dias pré-parto e 60 dias pós-parto. As doadoras foram divididas aleatoriamente em 3 grupos: Controle (n=6), Megalac-E® (n=5; suplementados com fonte de gordura protegida 100 g/doadora/dia no pré-parto e 300 g/doadora/dia no pós-parto) e linhaça (n=5); fonte de gordura não protegida contendo 1 kg/doadora/dia no pré-parto e 1,5 kg/ doadora/dia no pós-parto). Os animais foram submetidos à aspiração folicular (OPU) nos dias 30, 45 e 60 pós-parto. Os oócitos recuperados foram selecionados e os viáveis submetidos aos procedimentos da PIVE. Os dados foram analisados pelo método dos quadrados mínimos utilizando análise de variância pelo procedimento GLM. As diferenças entre as médias foram comparadas pelo teste de Tukey com significância de 5%. Não foi detectado efeito de tratamento de suplementação, de dias de aspirações pós-parto e das interações sobre as variáveis: quantidade de oócitos viáveis, taxa de oócitos viáveis, número de clivagem, de PIVE, taxa de doadoras com CL e concentração de P4 (P>0,05). No entanto, foi observado maior número de folículos e de oócitos totais no grupo suplementado com linhaça em relação ao grupo Megalac-E® e Controle (P<0,05). A suplementação com AGPs não...(AU)

Texto completo