VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Effect of chemical and biological seed treatments on common bean seeds inoculated with Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli

Ishizuka, Mariane SayuriCastro, Renata Rebellato Linhares deMoraes, Maria Heloisa Duarte deMenten, José Otavio Machado

RESUMO: Atualmente, a produtividade do feijão comum (Phaseolus vulgaris L.) foi reduzida pelo fungo Fusarium oxysporum f. sp. ­phaseoli (Fop), o agente causador da murcha de Fusarium. Considerando o manejo integrado de doenças, os objetivos do presente trabalho foram verificar a compatibilidade entre fungicidas químicos e biológicos para Fusarium oxysporum Schlecht. f. sp. phaseoli Kendrick & Snyder (Fop) em sementes de feijão. Em laboratório, foram avaliados os efeitos dos tratamentos pelos testes de sanidade, germinação, comprimento total de plântulas e matéria seca de plântulas. Em uma estufa, foram avaliadas a velocidade de emergência, a porcentagem de emergência e a taxa de transmissão de patógenos através da infestação de patógenos no substrato às plantas. As sementes de feijão comum BRS Estilo foram inoculadas artificialmente com isolado Fop (IAC 11.299-1). No tratamento das sementes, foram utilizados os fungicidas químicos fludioxoxil, flutriafol, tiofanato metílico e produtos biológicos de Trichoderma sp. (isolados SF04, GF 422 e cepa 1306), separadamente e misturados. Os tratamentos que promoveram o melhor controle de patógenos nas sementes foram a combinação de tiofanato de metila com produtos biológicos. Tanto o flutriafol quanto o GF 422 isolados e em tratamentos com misturas afetaram a qualidade fisiológica das sementes. O efeito protetor dos produtos foi observado no teste de transmissão, cuja incidência de Fop foi de 5 a 40% no hipocótilo e de 5 a 30% nas raízes do feijão comum.

Texto completo