VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 297-302

Resistência a antimicrobianos em Staphylococcus aureus isolados de mastite em bovinos leiteiros de Minas Gerais, Brasil

Costa, Geraldo Márcio daBarros, Rodrigo AlvesCustódio, Dircéia Aparecida da CostaPereira, Ulisses de PáduaFigueiredo, Demétrio JunqueiraSilva, Nivaldo da

Staphylococcus aureus (S. aureus) destaca-se como um dos agentes etiológicos mais frequentes da mastite bovina, que causa os maiores prejuízos econômicos à pecuária leiteira brasileira. Visando avaliar o perfil de sensibilidade deste agente aos antimicrobianos, 352 isolados provenientes de 35 rebanhos leiteiros localizados em Minas Gerais foram submetidos a testes de antibiograma, utilizando-se a técnica de difusão em disco. Nitrofurantoína, bem como as associações de neomicina, bacitracina e tetraciclina (NBT) e penicilina, nafcilina e dihidroestreptomicina (PND), apresentaram 100% de eficiência in vitro. Foram verificados baixos índices de resistência no grupo das cefalosporinas, com valores de 0, 0,28 e 0,40% para cefquimona, cefalotina e ceftiofur, respectivamente. Entre os aminoglicosídeos, observou-se 1,69% de resistência para gentamicina e 3,35% para a neomicina. O maior índice de resistência foi observado para polimixina B (82%), seguido pelos betalactâmicos, ampicilina e penicilina, com índices de resistência de 80,92 e 80,45%, respectivamente. Níveis intermediários de resistência foram observados para tetraciclina, lincomicina, cefoperazona e sulfazotrim. Entre os isolados testados, 65 (18,15%), oriundos de 24 dentre os 35 rebanhos estudados, apresentaram multirresistência (índice MAR 5; 0,2). Os resultados apontaram grande variação nos perfis de resistência aos [...](AU)

Texto completo