VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 621-625

Eficácia do diflubenzuron 25% no controle da Haematobia irritans (Diptera: Muscidae): desafio in vitro e a campo

DELL´ PORTO, AHOPPE, E. G. LGOMES, A. GMATA, R. S. SROCHA, R. M. de S

Avaliou-se, neste experimento, a eficácia in vitro e in vivo do diflubenzuron a 25% para uso em bovinos, no controle da infestação por Haematobia irritans. Para o teste in vitro, ovos de moscasdos-chifres foram mantidos em recipientes contendo fezes de animais não-tratados ou tratados com diflubenzuron a 25%, e acompanhados até emergência dos adultos. No teste in vivo, foram utilizadas 40 fêmeas aneloradas, divididas em dois grupos: controle (C) e tratado (T) com intensidade parasitária equivalente. Durante o experimento, o grupo C recebeu apenas suplementação mineral, enquanto o grupo T recebeu suplementação mineral e diflubenzuron a 25%. A contagem de moscas nos animais foi realizada na região dorsal, desde a nuca até as pontas da anca de cada animal, no início e ao final de um período de cinco meses. Na avaliação in vitro, o grupo controle apresentou média de emergência de 86% (± 8,4%), enquanto o grupo cultivado em fezes de bovinos tratados com diflubenzuron a 25% apresentou taxa de emergência média de 1% (± 0,2%), sendo a eficácia calculada de 98,83%. No teste in vivo, não foi observada redução significativa na contagem de moscas no grupo C, porém, no grupo T houve significativa redução da infestação por H. irritans (t = 16,46, p < 0,0001). A eficácia do produto, em condições de campo, foi de 99,20%. O diflubenzuron a 25% adicionado ao sal mineral mostrou-se eficaz contra H. irritans, sendo indicado para esse fim. (AU)

Texto completo