VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 477-483

Avaliação do impacto econômico da mastite em rebanhos bovinos leiteiros

Lopes, M. ADemeu, F. ARocha, C. M. B. M. daCosta, G. M. daFranco Neto, ASantos, G. dos

Os objetivos desta pesquisa foram simular, analisar e quantificar o impacto econômico da frequência média anual de mastite clínica em rebanhos bovinos leiteiros. A pesquisa foi realizada por meio de simulação no sistema computacional CU$TO MASTITE, considerando rebanhos leiteiros com 1, 7 e 15% de mastite clínica. Foram consideradas como prevenção as despesas com monitoramento (cultura e antibiograma, contagem de células somáticas no tanque e contagem de células somática individual), pré e pós dipping, vacinação, tratamento de vacas secas e manutenção de ordenhadeira. Como medida curativa considerou-se apenas tratamento de casos clínicos. O impacto da mastite foi estimado como sendo o total em perdas acrescido das despesas com preven-ção e tratamento de casos clínicos. O aumento da frequência média anual de mastite influenciou diretamente no impacto econômico da mastite, evidenciando a necessidade de monitoramento da mastite clínica e subclínica e adoção de medidas preventivas para diminuir os prejuízos ocasionados por essa enfermidade. As despesas com tratamento preventivo representaram, no máximo, 19,7% do impacto econômico, o que demonstra vantagens em investir nessa prática, pois ela irá contribuir significativamente para reduzir o impacto econômico da mastite. (AU)

Texto completo