VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

Brucelose bovina no Estado de Roraima: estudo retrospectivo

Souza, L.P.ABrasil, A.W.LParentoni, R.NAzevedo, E.OAlves, C.JAzevedo, S.S

O objetivo do presente trabalho foi determinar a frequência de propriedades positivas (focos) e de fêmeas bovinas soropositivas para a brucelose no Estado de Roraima, bem como identificar fatores de risco. Foram utilizados dados da Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima (ADERR), coletados de suas quatro microrregiões, durante o período de janeiro de 2007 a julho de 2009. Durante esse período, foram examinadas 387 propriedades, e 9.087 soros de fêmeas bovinas com idade > 24 meses foram submetidos ao diagnóstico sorológico da brucelose. Para a análise de fatores de risco, foi utilizada a regressão logística múltipla. Uma propriedade foi considerada foco quando apresentou pelo menos um animal soropositivo. Das propriedades investigadas, 106 (27,4%) apresentaram pelo menos um animal soropositivo e, dos animais analisados, 369 (4,1%) foram soropositivos. Os fatores de risco identificados foram: possuir mais de 51 animais no rebanho (odds ratio = 1,87; p = 0,015) e alugar pasto (odds ratio = 2,20; p = 0,003). Sugere-se que esforços sejam concentrados na intensificação da vacinação de bezerras no Estado de Roraima com o intuito de que seja alcançada uma prevalência compatível com as ações de teste e sacrifício de animais.

Texto completo