VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 75-83

Efeito de acaricidas sobre Schizotetranychus hindustanicus (Hirst) (Acari: Tetranychidae) e ácaros predadores em citros no Estado de Roraima, Brasil

Marsaro Júnior, A. LSato, M. EAguiar, R. M. deVieira, G. BSilva Júnior, R. J. daMineiro, J. L. de C

O ácaro-hindustânico-dos-citros, Schizotetranychus hindustanicus (Hirst), é uma praga de importância quarentenária, recentemente introduzida no Brasil. Até a condução do presente estudo, não havia informações na literatura sobre a eficiência de acaricidas no controle de S. hindustanicus, em condições de campo. O estudo teve por objetivo avaliar o efeito de alguns acaricidas, utilizados em pomares de citros no país, sobre o ácaro-praga e ácaros predadores (Phytoseiidae) presentes na cultura. O experimento foi conduzido em um pomar de citros (limão-tahiti), em Boa Vista, RR. Os acaricidas testados e respectivas concentrações (g i.a./100 L de água) foram: mancozebe (200), abamectina (0,36), espirodiclofeno (6), enxofre (400) e dimetoato (80). A aplicação foi realizada com equipamento acoplado a um trator, provido de pistolas, aplicando-se 10 litros de calda por planta. O delineamento estatístico foi inteiramente casualizado com seis tratamentos e cinco repetições. As avaliações foram realizadas aos 1, 4, 7, 14, 28, 42 e 56 dias após a aplicação (DAA). Em cada avaliação, foram coletados 20 folhas e 10 frutos por parcela, contando-se o número de ácaros S. hindustanicus e fitoseídeos. Todos os produtos reduziram significativamente a população do ácaro-hindustânico nas folhas até 28 DAA. Os acaricidas dimetoato e espirodiclofeno foram altamente eficientes no controle de S. hindustanicus, sendo que o espirodiclofeno apresentou um período de controle mais longo que dimetoato. Com relação aos ácaros predadores, dimetoato, enxofre e abamectina causaram mortalidades significativas (72 a 100%) aos fitoseídeos, até 4 DAA. A espécie predominante de fitoseídeo foi Euseius concordis (Chant), correspondendo a 71% dos ácaros observados. (AU)

Texto completo