VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 87-93

Comportamento de gemas laterais de Hancornia speciosa após criopreservação por encapsulamento-vitrificação

Prudente, Débora de OliveiraPaiva, RenatoNery, Fernanda CarlotaMáximo, Wesley Pires FlausinoSilva, Luciano Coutinho

Hancornia speciosa é uma frutífera do Cerrado com elevado potencial econômico. Entretanto, oextrativismo desordenado causou a redução populacional em sua área endêmica. Além disso, a recalcitrância dasemente afeta negativamente sua conservação convencional. Buscando alternativas de conservação para essaespécie, objetivou-se avaliar a regeneração das gemas laterais após a técnica de encapsulamento-vitrificação.Cápsulas de alginato de sódio contendo gemas laterais foram pré-cultivadas em meio WPM acrescido de 1,0 Mde glicerol e, posteriormente, imersas em diferentes concentrações de sacarose (0,3; 0,75 e 1,0 M) por 24 ou 48horas. As cápsulas foram submetidas à desidratação em sílica gel ou em fluxo laminar por 0, 1, 2 e 3 horas antes desua incubação em diferentes tempos de PVS2 (0, 15, 30, 60 e 120 minutos). Elevada porcentagem de regeneraçãode gemas laterais foi observada após a criopreservação de cápsulas tratadas com 0,75 M de sacarose + 1,0 M deglicerol por 24 horas, associado com a desidratação em fluxo laminar (1 hora) e imersão em PVS2 (15 minutos).O encapsulamento-vitrificação é eficiente para a conservação de longo prazo e permite a obtençao de altas taxas desobrevivência após a criopreservação de explantes sensíveis (gemas laterais) de Hancornia speciosa.(AU)

Texto completo