VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 71-77

Biodegradação do agrotóxico carbendazim por bactérias da rizosfera de Coriandrum sativum L.

Santos, Jucileuza Conceição dosBatista, Ieda HortêncioBarroso, Hiléia SantosLima, João Marcelo SilvaCosta Neto, Pedro de QueirozGhelfi, AndreaPereira, José Odair

Agrotóxicos são comumente utilizados na produção agrícola, podendo persistir no solo, afetar aqualidade do ambiente e causar sérios riscos à saúde. Sabendo-se que micro-organismos do solo,principalmente aqueles da rizosfera, podem degradar produtos xenobióticos avaliou-se o potencial debactérias isoladas da rizosfera de Coriandrum sativum L. em degradar carbendazim, um fungicida usadoextensivamente em comunidades de agricultores rurais em Manaus, Amazonas. Procedimentos de cultivoem meio, contendo carbendazim como única fonte de carbono, mostraram que 80 bactérias cresceram nascondições estabelecidas. Ensaios de eficiência de degradação permitiram a seleção dos dois melhoresisolados que foram identificados como Stenotrophomonas sp. e Ochrobactrum sp. Os ensaios quantitativos,com cada cepa individualmente e com as duas em consórcio, foram conduzidos em meio mínimo contendosais, acrescido de carbendazim (250 μg mL-1) e incubados a 30°C, 125 rpm, por 21 dias. A quantificaçãofinal do fungicida nas amostras do ensaio de biodegradação foi realizada em HPLC. A linhagemStenotrophomonas sp. apresentou maior eficiência, degradando 68,9% do total de carbendazim e nãoapresentou toxicidade nos testes realizados com Artemia salina.(AU)

Texto completo