VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 303-312

Variabilidade isotópica (13 C e 15N) em produtores primários de ambientes terrestres e de água doce

de Almeida Lopes, CéliaBenedito, Evanilde

Em Ciências Ambientais o uso de 13C e 15N como traçadores biológicos é dependente do entendimento dos processos físicos, químicos e biológicos que determinam a proporção entre isótopos leves e pesados de uma amostra em estudo. A presente síntese procura discutir os fracionamentos isotópicos associados com as diferentes vias fotossintéticas, e relacionar as características intrínsecas dos ecossistemas terrestres e aquáticos que influenciam na amplitude das variações isotópicas dos produtores primários na natureza. A dinâmica dos efeitos isotópicos nos ambientes aquáticos é altamente complexa, resultando em uma variabilidade isotópica mais ampla do que aquela observada nos ambientes terrestres. Nesses ambientes, a integração de técnicas isotópicas permite melhor dimensionar as fontes autotróficas de energia que sustentam a base de teias alimentares e estabelecer as conexões entre os organismos produtores e consumidores

Texto completo