VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 321-328

Estimativa do tamanho das fêmeas com ovos de Moina minuta Hansen, 1899 (Cladocera, Crustacea) no lago Amapá, Rio Branco, Estado do Acre, Brasil

Cassiano Keppeler, ErleiRodrigues Hardy, Elsa

Moina minuta, uma espécie tropical de Cladocera, foi selecionada para o estudo do tamanho médio de maturidade e produção de ovos da fêmea, por ser abundante e freqüente nas amostras, durante a fase de águas baixas do ano de 1997 e fase de águas altas em 1998, no lago Amapá, na Amazônia Ocidental. A primipara apresentou tamanhos de 330 µm e 340 µm, respectivamente, na fase de águas baixas e fase de águas altas. Os indivíduos de M. minuta alcançaram tamanho máximo nas águas altas (595 µm). O tamanho médio das fêmeas ovígeras, na fase de águas baixas, foi de 501 µm, produzindo em média 4,41 ovos/fêmea, enquanto que na fase de águas altas foi de 533 µm, com uma média de 4,84 ovos/fêmea. Os resultados, demonstrados através da análise do teste t e teste F de Fischer, mostraram que não houve diferenças estatísticas nos tamanhos dos indivíduos (t= -10,69, F=1,20 e P>0,1227), como também nos tamanhos das fêmeas ovígeras (t= -4,45, F=1,02 e P>0,8906), considerando os dois períodos sazonais estudados.

Texto completo