VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 461-467

Ecologia da comunidade de metazoários parasitos do pargo, Pagrus pagrus (L., 1758) (Osteichthyes, Sparidae) do litoral do Estado do Rio de Janeiro, Brasil

Rodrigues Paraguassú, AlineLuis Luque, JoséRamos Alves, Dimitri

Foram examinados 90 espécimes de Pagrus pagrus (Linnaeus, 1758) (Osteichthyes, Sparidae), provenientes do litoral do estado do Rio de Janeiro, Brasil (21-23º S, 41-45ºW), no período de outubro de 1998 a março de 2000, sendo necropsiados para estudo da comunidade de metazoários parasitos. Todos os peixes examinados estavam parasitados. Vinte e duas espécies de parasitos foram coletadas. Os nematóides corresponderam a 59% do total de espécimes de parasitos coletados. Contracaecum sp. foi a espécie dominante, com os maiores índices de prevalência e abundância parasitária. A abundância e a prevalência do isópode cimothoídeo apresentou correlação positiva com o comprimento total do hospedeiro, enquanto a prevalência de Parahemiurus merus (Linton) e Polymorphus sp. apresentaram correlação negativa. O sexo do hospedeiro não influenciou na prevalência e abundância das espécies de parasitos. A diversidade média das infracomunidades de P. pagrus foi H=0,306±0,119 e não apresentou correlação com o sexo e o comprimento total do hospedeiro. Três pares de espécies apresentaram covariação positiva significativa e dois pares de espécies apresentaram associação positiva significativa entre suas abundâncias e prevalências, respectivamente. Associações e covariações negativas não foram observadas. No presente trabalho foi observada similaridade qualitativa das infracomunidades de ectoparasitos de

Texto completo