VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 273-279

Farinha de resíduo de pescado em rações de poedeiras comerciais leves

Silva, André FerreiraCruz, Frank George GuimarãesRufino, João Paulo FerreiraMiller, Waldo Mateus PlácidoFlor, Nathália SiqueiraAssante, Rafael Torres

Objetivou-se com este estudo avaliar a inclusão de níveis crescentes (0, 1, 2 3 e 4%) de farinha de resíduo de pescado na dieta de poedeiras comerciais leves sobre o desempenho, qualidade do ovo e análise econômica. Foram utilizadas 160 poedeiras da linhagem Dekalb White com 52 semanas de idade. O experimento teve duração de 84 dias divididos em quatro períodos de 21 dias. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com cinco tratamentos contendo quatro repetições de oito aves cada. As estimativas dos níveis de farinha de resíduo de pescado foram determinadas por meio de regressão polinomial. Foram observadas diferenças (p < 0,05) em todas as variáveis de desempenho, no peso do ovo, percentagem de gema e albúmen, altura de gema e albúmen, custo alimentar e custo de produção, onde a inclusão de farinha do resíduo de pescado proporcionou melhores resultados. Concluiu-se que a farinha de resíduo de pescado pode ser utilizada como alimento alternativo em rações para poedeiras comerciais leves, proporcionando melhora na produção de ovos, conversão alimentar, peso do ovo, relação gema-albúmen, redução no custo alimentar e no custo de produção.(AU)

Texto completo