VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 315-321

Composição do leite e perfil metabólico sanguíneo de vacas holandesas em diferentes ordens de parto e estádios de lactação

Dias, Mariana Borges de CastroLeão, Karen MartinsCarmo, Ruthele Moraes doSilva, Marco Antônio Pereira daNicolau, Edmar SoaresMarques, Thaisa Campos

Objetivou-se avaliar a composição do leite e perfil metabólico de vacas da raça Holandesa em diferentes ordens de parto, no início, meio e fim de lactação. Foram utilizadas 110 vacas mantidas em sistema Free stal, recebendo a mesma dieta. Os animais foram agrupados de acordo com a ordem de parto em diferentes dias em lactação (DEL), início (1-90 DEL), meio (91-180 DEL) e fim de lactação (mais de 181 DEL), para a comparação da produção de leite, composição química do leite e perfil metabólico do sangue entre as ordens de parto dentro do mesmo período de lactação. Estes parâmetros também foram avaliados entre os períodos de lactação das vacas em diferentes ordens de parto. A ordem de parto, em nenhum estádio de lactação, influenciou a produção de leite por dia e o perfil bioquímico do sangue de vacas Holandesas que recebiam a mesma dieta. Entretanto, a ordem de parto em todos estádios de lactação influenciou a composição química do leite. A primeira, segunda, terceira e quarta ordem de parto em nenhum estádio de lactação influenciaram o perfil bioquímico do sangue de vacas Holandesas. Por outro lado, diferentes estádios de lactação influenciaram a produção e composição química do leite.(AU)

Texto completo