VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 143-149

Qualidade de silagens de diferentes genótipos de sorgo

Tolentino, Daniella CangussúRodrigues, José Avelino SantosPires, Daniel Ananias de AssisVeriato, Florence TacianaLima, Luciana Oliva BarbosaMoura, Marielly Maria Almeida

Objetivou-se selecionar dentre 24 genótipos de sorgo os superiores para produção de silagem. O estudo foi conduzido no campo experimental da Embrapa Milho e Sorgo, município de Sete Lagoas, Estado de Minas Gerais. Utilizados 24 genótipos de sorgo forrageiro, 21 híbridos do cruzamento entre fêmeas graníferos e machos forrageiros (12F38019, 12F38006, 12F40006, 12F40005, 12F40019, 12F37016, 12F37005, 12F37043, 12F39006, 12F39005, 12F39019, 12F38005, 12F38007, 12F37007, 12F39007, 12F40007, 12F38014, 12F37014, 12F39014, 12F40014 e 12F38009) e três testemunhas: BRS 610, BRS 655 e Volumax. Estimada a produtividade por área, digestibilidade in vitro da matéria seca, características bromatológicas e fermentativas das silagens de sorgo. A digestibilidade in vitro da matéria seca, proteína indisponível em detergente neutro, fibra em detergente neutro corrigido para cinzas, proteína, fibra em detergente ácido, hemicelulose e lignina foram diferentes quanto aos genótipos testados. O pH e nitrogênio amoniacal das silagens também apresentaram diferenças entre genótipos. A maioria dos genótipos testados é favorável à produção de silagem, exceto o híbrido com maior teor de lignina 12F370014 e os híbridos 12F37007 e 12F370014, que apresentaram os maiores valores de FDNcp.(AU)

Texto completo